Capítulo 8 – A Sorte Bate A Porta (Parte 2)


Uma hora depois, que foi uma espera torturante para Meltse e Lamark e irritante para os dois homens, o jovem volta com uma enorme bandeja carregada. Lá estavam um bom pedaço de carne assada e temperada, duas tigelas fumegando, uma  pilha de pães pretos que não se sabia como ela se mantinha intacta com o movimento, e uma grande jarra cheia de água.

Agora como o garoto conseguia levar aquilo tudo tranquilamente era uma incógnita para o ferreiro.

Continuar lendo

Anúncios

Capítulo 8 – A Sorte Bate A Porta (Parte 1)


O dia amanhece e humano e sáurio levantam acampamento, assim continuando sua marcha em direção a Lamus.

Aquele já era o terceiro dia de viagem e Lamark estava um pouco preocupado com a velocidade com a qual avançavam. Muito lento. No entanto, Meltse não estava acostumado com longas caminhadas. Afinal, era melhor ir devagar e sempre que rápido e cair exausto no meio do caminho.

Continuar lendo

Capítulo 8 – Uma vida nova


Meltse e Lamark já estavam na estrada há um dia. Aquela viagem começou tão repentinamente quanto tantos outros eventos ocorridos no último mês.

Esta, no caso, inicio-se com uma maldita lista de itens impossíveis. Estavam indo naquele exato momento para Lamus: uma pequena cidade comercial situada a sudeste de Hochberg. Não produzia muita coisa, mas era ponto de encontro de diversas caravanas, onde paravam para descansar e decidir o próximo rumo a seguir.

Continuar lendo