Capítulo 6 – Acordando de um pesadelo (Parte 1)



Nota da autora:

É aconselhável ler os textos Prólogo – O Covarde (Parte 1) e Prólogo – O Covarde (Parte 2 – Final) antes de continuar lendo o capítulo seis.


Sangue. Para onde olhava, só o que via era sangue. Ao longe ouvia os gritos agonizantes dos moribundos. O odor forte de ferrugem o nauseava. Um mar de sangue o cobria até os joelhos. Fresco. Sente o sabor metálico em sua boca. Ouve uma gargalhada doentia. Ouve o relinchar sofrido de seu cavalo. Uma dor intensa, como mil agulhas perfurando a pele, atinge seu pescoço. Era o demônio.

Continuar lendo

Capítulo 6 – Planos


Diamante observa os dois jovens, humano e sáurio, partirem em sua longa jornada suicida que terminaria ou com ambos brutalmente assassinados ou… talvez tenham sucesso… Talvez…

Se os pequenos tinham assim tanta coragem, os grandes tinham que fazer alguma coisa, não é verdade? E era justamente para isso que tinha chamado Alexsander. E Yassa…

Continuar lendo

Capítulo 5 – A Reconstrução de Hochberg (Parte 2)


O sáurio fica carrancudo, sério. Chegou a hora de dizer tudo o que aconteceu. Não seria nem um pouco fácil.

— E os garotos? — pergunta Hamur.

— Eu quero que eles saibam de tudo. Mostrar que o mundo não é tão preto e branco assim. E também para ensiná-los que os atos deles têm consequências. — finaliza, encarando os Helten.

Continuar lendo