Prólogo – A Lâmina de Ferro (Parte 3 – Final)


O herói acordou assustado, suando. A noite estava quente, muito quente. Impensável naquela época do ano.

O ar estava pesado. Seu coração batia rápido e forte. O corpo dizia para fugir. A mente, que não faria diferença.

E então ele ouviu a risada de uma hiena. Louca, faminta, doentia. Mas… tal animal não habitava naquelas terras.

Continuar lendo

Prólogo – A Lâmina de Ferro (Parte 2)


Enquanto descia a colina, o herói de nome desconhecido se perguntava: “Onde está o dragão?”

Onde deveria ser seu covil havia somente uma jovem acorrentada. E… em nenhum momento ela falou num dragão…

Será que eram só histórias?

Continuar lendo

Prólogo – A Lâmina de Ferro (Parte 1)


Hoje eu vou contar para vocês uma história de luta de superação e de amor. Uma história antiga, que remonta de um tempo há muito passado e esquecido. Não é um conto de fadas. É real.

Há muito, muito tempo, mais do que o que é possível se contar havia uma colina verdejante cercada por uma densa floresta. Um lugar jamais tocado por qualquer humano.

Continuar lendo

Capítulo 8 – A Reconstrução de Hochberg (Parte 4 – Final)


— Balthasar? — perguntou o sáurio quando o velho ferreiro se aproximou — Sou Marthrur Sthaharr, filho de Shaha Sthaharr. Hamur Grischarr me disse que o senhor requisitou nossa ajuda.

Era verdade, ele tinha se esquecido completamente dos construtores sáurios! Outra notícia que não seria muito bem recebida, mesmo sendo boa.

Continuar lendo

Capítulo 8 – A Reconstrução de Hochberg (Parte 3)


Balthasar não conseguia dormir. O dia fora mais conturbado que imaginara. Descobrir que amigos, vizinhos, morreram de forma tão repentina e brutal? E que seu filho partiu numa missão suicida?… Abalava qualquer um.

Sentia-se frustrado. Não podia fazer nada! E não conseguia dormir… Era melhor trabalhar para ocupar a mente.

Continuar lendo

Capítulo 8 – Lamus


Depois de uma exaustiva caminhada noite adentro, Meltse e Lamark finalmente chegam em seu primeiro destino: Lamus.

É bem grande para uma cidade de fronteira. Abarrotada de prédios e de pessoas de todos os lugares, parece mais exótica que Flussevir aos olhos do ferreiro.

O sáurio não chama qualquer atenção ali…

Continuar lendo

Capítulo 8 – O Metal Raro


Meltse e Lamark caminham noite inteira, seguindo pela floresta às margens da estrada, com ouvidos atentos, sempre olhando para trás. Ninguém veio à procura deles.

Os pés do ferreiro latejavam e ele sente que a qualquer momento poderia desmaiar de cansaço, mas seu corpo estava cheio de adrenalina, que o puxa para além dos limites.

Continuar lendo